Nicho Ecológico

O que é, resumo, exemplos, características principais, conceito, bibliografia.

Nicho Ecológico: tolerâncias e exigências de um organismo
Nicho Ecológico: tolerâncias e exigências de um organismo


 

O que é  (conceito)


O nicho ecológico é uma ideia, uma concepção: ele resume as tolerâncias e as exigências de um organismo.


O conceito de nicho ecológico está associado ao de habitat. No entanto, não pode e não deve ser confundido com esse. Por exemplo, o tubo intestinal é o habitat de um parasita. Esse é o local em que o parasita vive.


Já o seu nicho ecológico é o conjunto de condições que esse parasita tolera e exige. Esse aglomerado de condições se compõe de aspectos diversos, que podem ser físicos, químicos e biológicos. No caso do parasita, pode ser, entre vários outros aspectos:


- faixa de temperatura em que o parasita funciona bem e reproduz.


- tipos de alimentos ingeridos pelo hospedeiro que sejam aproveitáveis por ele.


- espécies de micro-organismos com os quais interage, conferindo-lhe benefícios.


Em resumo, o nicho ecológico é a forma como o organismo vive.



Características principais


Um nicho ecológico é caracterizado por:


- ter diferentes dimensões (por exemplo, temperatura, umidade relativa e salinidade).


- ser único para cada espécie de ser vivo.



A diferenciação de nicho ecológico entre organismos


As condições ambientais nas florestas de Porto Rico variam muito. Lá existem onze espécies de lagartos do gênero Anolis. Todas as espécies compartilham o mesmo habitat: a floresta tropical desse país. No entanto, o nicho ecológico de cada uma das espécies de lagarto é particular.


Por exemplo: A espécie Anolis poncensis é sempre encontrada junto ao solo e em regiões mais secas e mais iluminadas. Já a espécie Anolis occultus prefere a parte intermediária da copa das árvores. Ela não consegue tolerar a amplitude de luminosidade e de aridez do ar que a Anolis poncensis consegue tolerar. O corpo de um Anolis occultus funciona bem somente dentro da amplitude de condições ambientais nas quais essa espécie evoluiu.


Então, uma das explicações para tantos lagartos conviverem sem muitas disputas é o fato deles ocuparem nichos ecológicos diferentes. Essa ideia é chamada de diferenciação de nicho ecológico e acontece nos mais diversos grupos animais e vegetais.