Liquens

O que são liquens, características, simbiose entre algas e fungos, tipos de liquens, mutualismo

Liquens sobre uma pedra
Liquens sobre uma pedra


 

O que são liquens - definição biológica

 

Os liquens são seres vivos considerados especiais, pois são formados por uma simbiose (relação de mutualismo entre dois organismos onde há vantagens para ambos indivíduos). A simbiose que forma os liquens ocorre entre uma alga e um fungo.

 

Nesta relação simbiótica a alga é responsável pela produção de alimento orgânico e realização da fotossíntese. Já o fungo, garante a proteção e um ambiente adequado para o desenvolvimento da alga.

 

Principais características dos liquens 

 

Os liquens são resistentes e podem se desenvolver em pedras, galhos, folhas, sobre o solo e troncos de árvores. Aguentam bem as mudanças de temperatura, assim como o sol forte e a umidade. 

 

Os liquens apresentam-se em diversas cores e em formatos de placas. 

 

Apesar de não serem considerados integrantes do reino vegetal, pois não são considerados plantas, são alvo de estudos dos botânicos.

 

Os liquens se desenvolvem em ambientes com ausência de poluição do ar.

 

Os principais tipos de liquens são:

 

- Encrustantes

 

- Escamosos

 

- Fruticosos

 

- Filamentosos

 

- Fofabiliosos


Liquens no galho de uma árvore

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Liquens presentes no galho de uma árvore.

 

 

Última revisão: 05/04/2020
___________________________________

Por Elaine Barbosa de Souza
Graduanda em Ciências Biológicas pela Universidade Metodista de São Paulo.

Temas relacionados