Ciclo da Água

O ciclo da água tem grande importância na natureza e está relacionada com o desenvolvimento da vida em nosso planeta.

Chuva: um dos três processos do ciclo da água
Chuva: um dos três processos do ciclo da água


 

Introdução - Definição


Chamamos de ciclo da água o conjunto de transferências de água entre ecossistemas e entre partes de um mesmo ecossistema. Ao ser transferida, a água passa de um meio físico para outro. Por exemplo, a água sofre ação da energia solar na superfície do oceano, evapora e é empurrada por vento para a terra, caindo em forma de chuva. A água também passa do meio físico para o meio biológico. Por exemplo, moléculas de água são absorvidas pelas raízes de plantas aquáticas (lagoa) ou árvores (floresta).


Cientistas propuseram uma forma de explicar, como acontece em escala global a transferência da água e de elementos químicos (carbono, oxigênio, nitrogênio). Essa transferência tem também a participação de seres vivos. Esses modelos explicativos são os ciclos biogeoquímicos, um conjunto de ciclos que inclui o ciclo da água, também chamado de ciclo hidrológico.



Características principais


A energia solar é a grande geradora do ciclo da água. Quando na forma líquida, a água absorve a energia da luz, que separa uma molécula de água da outra, formando o vapor. Essas moléculas acumulam energia potencial e enquanto formam as nuvens, as moléculas se agregam, liberam essa energia em forma de calor e descem em forma de chuva.


Plantas liberam vapor de água na superfície de suas folhas, ou seja, plantas transpiram. Portanto, três processos físicos respondem pela maior parte da transferência da água nos ecossistemas:


- Evaporação

- Precipitação (chuva)

- Transpiração


Outros fenômenos físicos que levam a água de uma parte a outra, mas em volume menor do que os processos anteriores são:


- Infiltração no solo da água que cai em forma de chuva.


- Escoamento superficial da água que não se infiltrou no solo.


- Escoamento de volta ao oceano (aquele que acontece através de riachos e rios).


- Transporte do vapor de água entre o oceano e o meio terrestre com a ajuda de correntes de ar.


Nos ciclos biogeoquímicos, o componente transferido tem um reservatório, que é onde ele está em grande quantidade e passa um tempo considerável por lá. O reservatório da água é o oceano. As calotas polares, os glaciais e os aquíferos subterrâneos também são reservatórios, porém menores.



O volume das transferências no ciclo da água


Estudos ilustram o quanto de água é transferido no planeta em milhares de Km³ por ano. Veja abaixo os valores principais dessa tranferência:


Tipo de transferência e Volume (mil Km³ por ano)


- Evaporação dos oceanos: 425

- Precipitação sobre oceanos: 385

- Precipitação sobre o meio terrestre: 111

- Infiltração no solo: 71

- Escoamento de volta para o oceano: 40




Curiosidade


Na precipitação, a água pode cair em forma de chuva mesmo. Mas também em forma de neve ou de granizo. Neve são cristais de gelo que se formaram em razão de temperaturas abaixo de zero em todos os estratos da atmosfera. Temperaturas acima de zero em estratos mais altos da atmosfera, mas abaixo de zero nos estratos mais baixos fazem a água cair em forma de granizo.

 

Folhas de uma planta transpirando

Transpiração: um dos três processos do ciclo hidrológico (foto: transpiração de uma planta pelas folhas).

 

 

 


 

 

Artigo publicado em: 17/02/2020

Por Milene Moura Martins

Graduada em Ciências Biológicas pela UFMG,  com mestrado pela UNESP e doutorado em Zoologia pela USP.