Reprodução Assexuada

Saiba mais sobre a reprodução assexuada, características, gemulação, fragmentação, regeneração, tipos

Corais: reprodução assexuada
Corais: reprodução assexuada


 

Introdução 

 

Ao contrário do ocorre na reprodução sexuada, na reprodução assexuada não há a necessidade de outro indivíduo para gerar descendentes, ou seja, neste tipo de reprodução apenas um único ser é capaz de gerar outros geneticamente idênticos. Isto ocorre através de um processo de divisão celular chamado mitose.

 

Existem muitos invertebrados, incluindo as estrelas do mar e anêmonas marinhas, que se reproduzem sem a necessidade de um parceiro, melhor dizendo, através da reprodução assexuada.

 

Seguem algumas características importantes da reprodução assexuada:

 

Gemulação ou gemiparidade

 

A gemulação ou gemiparidade é um processo de reprodução no qual ocorre a formação, no progenitor, de gemas ou gomos, que, ao separarem-se do progenitor, desenvolvem-se dando origem a novos indivíduos. 

 

Este processo ocorre em seres unicelulares, como as leveduras, e em seres pluricelulares como a esponja ou a hidra. Também pode ocorrer em plantas superiores. 

 

Esse processo é interno e acontece quando as condições de vida estão desfavoráveis.

 

Fragmentação

 

Neste tipo de processo, o corpo do progenitor é quebrado em vários pedaços, sendo que cada uma destas partes é capaz de se reproduzir individualmente até assumir a forma semelhante de seu progenitor.

 

Regeneração

 

Na regeneração, como o próprio nome já diz, se um ou mais pedaços do progenitor forem desmembrados, ele será capaz de se crescer e se desenvolver até se tornar um ser completo. Os equinodermos realizam este tipo de reprodução.

Temas relacionados