Protozoários

Vida dos protozoários, espécies, rizópodes, flagelados, ciliados, esporozoários, doenças, Reino Protista

Tripanossoma: exemplo de protozoário flagelado (imagem ampliada em microscópio)
Tripanossoma: exemplo de protozoário flagelado (imagem ampliada em microscópio)


 

Introdução (o que são e características gerais)

 

Os protozoários são microrganismos unicelulares (compostos por apenas uma célula) e eucariontes (com núcleo celular organizado). Integrantes do Reino Protista, estes seres se movimentam através de flagelos, pseudópodes (pés falsos) ou cílios. Muitas espécies de protozoários são microscópicas.

 

Os protozoários são heterótrofos, ou seja, não possuem a capacidade de fabricar seu próprio alimento, tendo que se alimentarem (através da ingestão ou absorção) de outros seres.

 

Principais espécies de protozoários:

 

Rizópodes

 

A movimentação ocorre através de pseudópodes e muitas espécies causam doenças nos seres humanos.

 

Exemplos: ameba (causadora da doença amebíase).

 

Flagelados

 

A movimentação ocorre através de flagelos. Também são capazes de provocar doenças nos seres humanos.

 

Exemplos: giárdia (causadora da giardíase), leishmania (causadora da leishmaniose) e tripanossoma (causador da Doença de Chagas).

 

Esporozoários


São invertebrados unicelulares que vivem como parasitas.

 

Exemplos: Plasmódio (causador da malária).

 

Ciliados


O movimento destes animais é realizado através dos cílios.

 

Exemplo: balantídeos (causador de desinterias).

 

Você sabia?

 

A palavra protozoário deriva do grego e significa "primeiro animal". Em grego, proto significa "primeiro" e zoon significa "animal".