Inquilinismo

O que é, exemplos desta relação ecológica, definição, resumo sobre inquilinismo em Biologia, epifitismo, significado

Bromélia e acácia: relação de inquilinismo
Bromélia e acácia: relação de inquilinismo


 

O que é (significado)

 

Inquilinismo é uma relação ecológica em que uma espécie (animal ou vegetal, chamada de inquilino) extrai vantagens (benefícios) de outra espécie, para proteção, transporte ou suporte, sem causar prejuízos ou benefícios para esta segunda (hospedeira). Portanto, trata-se de uma relação interespecífica (entre espécies diferentes) harmônica (nenhuma sai prejudicada da relação), embora apenas uma se beneficie.

 

Epifitismo

 

O Epifitismo é um tipo de niilismo. Neste caso, as plantas epífitas (bromélias e orquídeas, por exemplo), buscam suporte no tronco de árvores para se desenvolverem, porém sem retirar nutrientes das árvores. As epífitas usam as árvores apenas como suporte.


Exemplos de inquilinismo:

 

- As plantas bromélia e orquídea utilizam troncos de árvores para obter suporte para o seu desenvolvimento.

 

- O peixe-agulha, quando está em perigo (perseguido por um predador), entra no tubo digestivo do pepino-do-mar (equinodermo), visando obter proteção. O peixe (inquilino) se beneficia, porém o equinodermo (hospedeiro) não sai prejudicado nesta relação ecológica.

 

- As rêmoras são peixes que possuem uma ventosa na parte superior da cabeça. Usam esta ventosa para se fixarem na parte inferior do corpo dos tubarões. Desta forma, as rêmoras (inquilinas) conseguem obter transporte rápido junto aos tubarões (hospedeiros), sem os prejudicar.