História da Citologia

Breve História da Citologia, primeiros avanços, microscópio, cientistas pioneiros, resumo, cronologia dos principais momentos da Citologia, curiosidade, surgimento de desenvolvimento

Hooke: pioneiro nos estudos de Citologia
Hooke: pioneiro nos estudos de Citologia


 

Introdução


A Citologia é uma das áreas da Biologia que mais tempo demorou para se desenvolver. Isto ocorreu, pois as células não são visíveis a olho nu, sendo assim, esta ciência dependia do desenvolvimento de um instrumento capaz de aumentar e possibilitar a visualização das células. Embora o microscópio tenha sido inventado no final do século XVI, foi somente na segunda metade do século XVII que teve início as pesquisas e descobertas na área de Biologia Celular.

 

História da Citologia

 

- O pioneiro nas pesquisas com células foi o cientista inglês Robert Hooke. Foi ele quem, em 1665, fez a primeira observação de uma célula ao examinar um pedaço de cortiça em seu microscópio. Foi ele ainda quem utilizou pela primeira vez o termo “célula” para fazer referência aos espaços que havia observado na cortiça.

 

- No século XIX, a Citologia apresentou grandes avanços e descobertas, com o aprimoramento dos microscópios. Em 1838, o botânico alemão Matthias Schleiden, considerado o fundador da Teoria Celular, conseguiu comprovar a existência de células em plantas.

 

- Já em 1839, o fisiologista alemão Theodor Schwann, considerado o pai da Histologia Moderna, conseguiu mostrar que os seres humanos também possuíam células.

 

- Em 1858, ocorreu mais um grande avanço na Biologia Celular. O médico patologista alemão Rudolf Ludwig Karl Virchow chegou a conclusão de que as células dão origem a outras células.

 

Curiosidades:

 

- Hooke usou o termo célula, pois os espaços que havia observado na cortiça pareciam os quartos dos sacerdotes (celdas).

 

- Os microscópios eletrônicos são os mais avançados e potentes, conseguindo ampliar uma célula em até 100 mil vezes.