Angiospermas

O que são angiospermas, características, monocotiledôneas e dicotiledôneas, resumo, classificação, Biologia Vegetal

Abelha fazendo a polinização em uma rosa
Abelha fazendo a polinização em uma rosa


 

 

O que são e características gerais

 

As angiospermas são plantas que possuem sementes  protegidas por frutos. Estas plantas também apresentam flores.

 

A presença de flores e frutos é fundamental para o desenvolvimento das angiospermas. As flores possuem cores vivas, néctar e cheiros que atraem pássaros e insetos que vão ajudar no processo de polinização. Já os frutos são importantes para proteger as sementes das plantas.

 

As angiospermas podem ser divididas em dois grupos:

 

Monocotiledôneas

 

- Possuem flores trímeras, ou seja, múltiplas de três;

 

- Apresentam raízes finas e de tamanho pequeno, logo possuem vida curta;

 

- Possuem crescimento primário;

 

- Sementes com um cotilédone (primeiras folhas que surgem dos embriões).

 

Exemplos de plantas angiospermas monocotiledôneas: milho, centeio, trigo, gramíneas, palmeiras, magnólia, etc.

 

Dicotiledôneas

 

- Apresentam raízes profundas;

 

- Possuem folhas com presença de nervuras;

 

- Sementes com dois cotilédones;

 

- Crescimento secundário

 

- Possuem ciclo de vida maior dos que as monocotiledôneas;

 

- Algumas espécies apresentam caule lenhoso;

 

- Possuem flores múltiplas de quatro ou cinco.

 

Exemplos: ipê, jacarandá, rosas, feijão, vagem, leguminosas, etc.

 

Curiosidades:

 

- Existem na natureza cerca de 230 mil espécies de plantas angiospermas.

 

- Cerca de 65% das angiospermas são dicotiledôneas.

 

Classificação científica

 

Reino: Plantae

 

Superdivisão: Spermatophyta

 

Divisão: Magnoliophyta ou Angiospermae