Plasma Sanguíneo

O que é, funções, composição, importância no corpo, albuminas, globulinas, proteínas plasmáticas, resumo, características, onde é produzida

Plasma sanguíneo (na parte superior)
Plasma sanguíneo (na parte superior)


 

O que é

 

O plasma sanguíneo é um dos componentes do sangue. Excluindo os glóbulos brancos, os glóbulos vermelhos e as plaquetas, o que resta é o plasma sanguíneo. O plasma corresponde a, aproximadamente, 55% da composição do sangue humano.

 

Funções

 

O plasma sanguíneo desempenha funções muito importantes no corpo humano. As principais são: manutenção da pressão osmótica do sangue; atuação, através dos anticorpos, no sistema de defesa do organismo; formação dos coágulos sanguíneos. É também muito importante, pois é uma das principais reservas de água do corpo humano.

 

Características principais e composição

 

- É um líquido de cor amarelada.

 

- É composto por: 91% de água, 7% de proteínas e 2% de solutos não proteicos (principalmente gorduras, vitaminas, gases, eletrólitos, hormônios, glicose e produtos residuais).

 

- Existem três tipos principais de proteínas plasmáticas: albuminas, globulinas e fibrogênio.

 

- É um líquido viscoso (sua viscosidade é cerca de uma vez e meia maior do que a da água).

 

- É levemente salgado.

 

Proteínas plasmáticas

 

- Albuminas: corresponde a pouco mais da metade das proteínas presentes no plasma (cerca de 55%). Atua na manutenção da pressão osmótica do sangue.

 

- Globulinas: cerca de 37% das proteínas presentes no plasma são globulinas. Fazem parte destas proteínas as imunoglobulinas, anticorpos de extrema importância no sistema imunológico dos seres humanos.

 

- Fibrinogênio: compõe cerca de 8% das proteínas plasmáticas. É de fundamental importância, pois atua no processo de coagulação do sangue. Ajudando, desta forma, a estancar hemorragias externas e internas.

 

Você sabia?

 

- O plasma presente no sangue dos seres humanos é produzido em várias partes do corpo. Grande parte das proteínas plasmáticas é sintetizada no fígado. Já os hormônios, presentes no plasma, são secretados por glândulas endócrinas.